quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

"LOST" já era? Temporada desanima fãs e perde audiência nos EUA


Quando começou, foi aquele frisson: todo mundo queria ver "Lost", conhecer os personagens, imaginar quais seriam as histórias pregressas de cada um e pensar em todas as “coincidências” que levaram Jack, Locke, Kate, Sawyer, Hurley e todos os passageiros do vôo 815 da Oceanic Air (tem até site, veja só http://www.oceanic-air.com/) para uma ilha perdida no meio do nada, como sobreviventes de uma queda de avião.

Sucesso. Com a segunda temporada, a esperança de respostas para as muitas perguntas: quem são os “Outros”? Dá para escapar da ilha? Serão os sobreviventes resgatados? Mas as respostas não vieram.

O fã, que já estava perdido em meio a tantas suposições, ficou completamente sem chão na terceira temporada, que estreou em outubro, nos Estados Unidos. Em vez de resolver algumas dúvidas, os novos episódios trouxeram mais quebra-cabeças.

O número de personagens aumentou. Temos agora, supostamente, duas ilhas. Parece que os “Outros” não são bem os vilões da história, mas não se sabe quem, exatamente, são os vilões.

Para começar, essa temporada veio dividida em duas partes: apenas seis capítulos foram ao ar este ano, nos Estados Unidos. O restante terá início só em 7 de fevereiro de 2007. No Brasil, a segunda temporada ainda nem começou: ficou para 5 de fevereiro, dois dias depois da estréia dos novos episódios da terceira temporada nos EUA.

A maior pergunta agora, é: "Lost" já cansou? A audiência nos Estados Unidos já não é mais a mesma: em comparação à estréia da segunda temporada, em 2005, Lost perdeu 5 milhões de espectadores este ano, de acordo com os dados do Nielsen Media Research, o "ibope" americano.

Será que o público agüenta tanto mistério? Os primeiros capítulos da terceira temporada não foram exatamente elucidativos. Daniel Melo, de 26 anos, administrador do site LostBrasil (http://www.lostbrasil.com/), fã de carteirinha da série, acha que "Lost" está se arrastando demais.

Segurando a história

“Acredito que [os produtores] estão segurando muito a história, principalmente as respostas de mistérios que continuam desde os primeiros episódios da primeira temporada. Muitos disseram que a segunda temporada foi fraca. Se os produtores não começarem a nos responder algumas perguntas, a terceira [temporada] irá pelo mesmo caminho”, acredita.

Daniel acompanhou os seis episódios da terceira temporada, e só gostou pra valer de dois deles: “Further Instructions” e “The Cost of Living”. “Os outros foram apenas 'bons' ou até mesmo 'regulares'”, afirmou.

O americano Jon Abernathy, 33 anos, programador, também é fã convicto da série. Para ele, os primeiros episódios da terceira temporada deixaram a desejar. “Infelizmente, eu acho que a terceira temporada está bem fraca até agora, comparada com as duas anteriores”, comentou.

Há também uma coisa a se pensar: numa série como essa, que os produtores já confirmaram que terá pelo menos, cinco temporadas, dá para manter a audiência fiel sem perder a graça?

“O ponto alto da série continua sendo os mistérios, as respostas que todos queremos saber”, acredita Daniel.

Para ele, a solução é uma só: os produtores precisam começar a “liberar” as informações que todo mundo quer saber. “Muita gente anda insatisfeita com 'Lost'. Conheço algumas pessoas que pararam de assistir por causa dessa 'lentidão'”, conta.

Jon Abernathy, que costuma escrever sobre a série em seu website (www.chuggnutt.com), acha que os roteiristas de "Lost" estão se equivocando. “A série está gastando muito pouco tempo introduzindo e desenvolvendo os novos personagens. A pergunta que os fãs se fazem é esta: por que introduzir novos personagens, quando há ainda mais de uma dúzia de personagens principais para lidar?”.

2 comentários:

Laura disse...

Vixe, eu AMO Lost, amo, amo, amo!! Ainda nao vi a terceira temporada porque ja peguei o trem andando, e assisto pelos dvds (e a terceira temporada ainda nao saiu em dvd). Mas a primeira e a segunda foram muito boas. Eu e o meu marido somos totalmente viciados neste seriado. Nao entendo a parada que eles deram, mas eu acho assim, que se comecarem a dar as respostas, acaba o misterio, e o misterio eh a alma deste seriado. Voce ja assistiu? Vale muito a pena, Andrea. Ai no Brasil, esse seriado passa em que canal?

Andréa Brelaz disse...

Não assisti para não me tornar dependente! Deve ser ótimo sim mas como tenho que alugar inúmeros DVD's (pacotes da 1ª e 2ª temporadas), se torna oneroso e ainda "comerá" meu tempo precioso com meus pimpolhos e marido.

Aqui no Brasil só quem pode acompanhar é quem possui canal a cabo (NET, Directv, Sky,Cabo mais, etc) e eu não tenho isso instalado no meu apto.

Na casa da minha mãe e no apto. da minha irmã tem TV a cabo.