sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Lalo + Lola = Lalola

O SBT importa mais uma novela, só que, desta vez, não é uma daquelas mexicanas.

Trata-se de uma produção argentina, com cara de série americana, dublada em português e com direção, trilha sonora e edição bem-cuidados.
A comédia conta a história de um homem machista chamado Ramiro "Lalo" Padilla (Juan Gil Navarro). Com uma carreira bem sucedida, ele dirige a High Five, editora da famosa revista Don e vive rodeado de mulheres. Mulherengo e machista, ele se nega ter qualquer compromisso sério. E aí entra em cena Romina (Marcela Kloosterboer), uma namorada que contrata uma bruxa para se vingar do rapaz. A bruxa faz um feitiço e transforma Lalo em mulher, Lola.Preso num corpo de mulher, o garanhão terá que trabalhar fingindo ser Dolores "Lola" Padilla, vivida por Carla Peterson, que se apresenta na editora como uma prima de Ramiro. Ela o "substituirá" enquanto estiver "cuidando do pai na Alemanha". O homem machista e mulherengo passará a entender o universo feminino, principalmente quando vier a TPM.

3 comentários:

Roberta Lima disse...

Esse SBT é uma piada, tantos talentos no brasil e importam lixos para cá.
Beijuuuusss....

Andréa Brelaz disse...

É, em parte eu posso até concordar contigo, mas que o enredo das novelas brasileiras sempre é o mesmo (repetitivo, violento, e por aí vai).

No tocante aos talentos dos atores e atrizes brasileiros, infelizmente até p/ eles o mercado é ruim, centralizado na Globo.

E as importadas (apesar do lixo) são mais leves, bem humoradas, mais ingênuas, menos nocivas na questão da vida imitar a arte.

Beijos!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado