sábado, 26 de maio de 2007

Ganhadores da Mega Sena são excluídos de rateio

O comerciante Dogival Bezerra de Oliveira, 50 anos, e o motorista Igor Vieira Camargo, 26 anos, moradores de Limeira, interior de São Paulo, sentiram-se milionários por alguns momentos para depois se decepcionarem com a atitude de um grupo até então considerado de amigos fiéis.

A dupla foi excluída do rateio do prêmio da Mega Sena concurso 869, acumulado em RS 16,19 milhões, que saiu nesta semana para os apostadores da cidade. Oliveira e Camargo não teriam pago suas respectivas partes no bolão até a data do sorteio.

O bolão com 66 jogos custou R$ 100 e cada jogador investiu R$ 7,15. Com o cartão premiado, o grupo foi conferir as dezenas 27, 29, 42, 49, 50 e 51 na Predileta Lotéricas. Segundo os funcionários do local, o grupo, composto por aposentados e pequenos comerciantes, costumava apostar há cerca de 2 anos.

Ao sair da lotérica, os ganhadores foram para a agência da Caixa Econômica Federal da cidade e fizeram retiradas e aplicações bancárias. Depois, arrumaram as malas e saíram da cidade sem dar notícias.

Os vizinhos do Bar Gente Fina - ponto de encontro dos amigos apostadores, que costumavam discutir os palpites da loteria - dizem que as casas dos ganhadores estão fechadas. O dono do bar, conhecido como Maninho, um dos milionários, também não apareceu para abrir o estabelecimento.

Após a decepção com os amigos, Oliveira e Camargo procuraram o delegado do 4º Distrito Policial e registraram um boletim de ocorrência.

Vizinhos comentaram que o comerciante e o motorista estão muito abatidos e que esperam o retorno do grupo para discutirem um novo rateio do prêmio, em nome dos velhos tempos.

2 comentários:

Laura disse...

Eh por isso que eu nao gosto dessa estoria de bolao. Americano tambem tem essa mania. Quando a loteria acumula, la vai o povo todinho do trabalho fazer cotinha pra apostar juntos. to fora!

Andréa Brelaz disse...

Aqui também é a mesma coisa.
Filas enormes na porta das lotéricas e muitas pessoas participam de grupos de apostas.

Quando um não paga o resultado é esse: briga e bate boca!

Estava até demorando para acontecer um caso real para ser mostrado na mídia.

Ou se já aconteceu com alguém, a pessoa ficou caladinha e aprendeu a pagar em dia a sua aposta.